segunda-feira, 24 de julho de 2017

Em Piancó, Oposição joga contra o prefeito e atinge funcionários e populares

(Prefeito Daniel: liderança inconteste)
A Câmara de Vereadores de Piancó está em recesso e só volta no próximo dia 1º de agosto. Mesmo sem está com suas atividades parlamentares às quintas-feiras (dias de Sessões), alguns vereadores e ex-vereadores, buscam de todas as formas desestruturar a gestão Daniel /Dantas. Uma página na Internet foi criada com o único objetivo de denegrir a imagem do gestor público e as postagens são sensacionalistas e buscam tão somente confundir o cidadão piancoense, aqueles poucos que a visualizam. O que  se tem percebido é que todas as "ações" na tentativa de atingir o prefeito, resvala nos funcionários públicos. Diga-se do último episódio, em que os salários foram atrasados por causa de uma dessas atitudes dos parlamentares da Oposição. O comércio parou, as famílias que dependem desses salários ficaram sem pagar suas contas e fazer suas compras para manutenção alimentar, a cidade virou um caos... Se essa era a intenção desses poucos vereadores, eles conseguiram. Agora poderiam atentar para o fato de que o cidadão eleitor foi quem elegeu o prefeito Daniel Galdino com 51,92% (5.197 votos). Ou seja: Não dá para questionar a decisão do eleitor!

Embora se tente um "segundo turno" em Piancó, a cidade aos poucos vem se mostrando, através da gestão Daniel/Dantas, que está restabelecendo sua condição de cidade pólo do Vale do Piancó.

Uma observação que "analistas políticos" fazem, diz respeito aos comentários de ex-funcionários comissionados e contratados do Município, nas redes sociais. Não se vê nenhum comentário de parlamentares ou lideranças políticas da Oposição. Quer dizer que aqueles que botam a cara nas redes sociais, estão atropelando a si mesmos e podem se arrepender futuramente. O cenário político estadual pode fazer com que políticos de Piancó subam num mesmo palanque. E o eleitor que está a todo instante fazendo criticas irônicas em redes sociais, pode ter que engolir esses comentários e baixar a cabeça, já no ano de 2018.

Obras
As obras estão chegando através de várias Emendas e algumas execuções de trabalhos estruturantes que ficaram da gestão passada, estão sendo reavaliadas pelo setor jurídico e financeiro para se adequar as exigências do TCE e em breve serão retomadas. O Município não tem musculatura financeira suficiente para executar qualquer obra de grande porte, diante da sua pouca arrecadação com tributos.

Fazer Oposição sem fundamento, apenas com a intenção de desmoralizar o gestor público, é um ato de desespero e de quem perdeu a "boquinha" de gestões passadas.

Há um consenso entre os especialistas de que os regimes democráticos devem atender a dois critérios: o primeiro reúne o grupo de direitos a que se refere o termo “cidadania”. O segundo seria a máxima participação política de grupos variados, entre a população, por exemplo, e do que hoje se chama oposição política.

Difícil ainda separar quem, verdadeiramente, dentro da oposição não está apenas querendo “pegar carona” para chegar ao poder e se locupletar com a política.