sábado, 3 de junho de 2017

Rodrigo Rocha Loures é preso pela PF em Brasília

(Reprodução)
O ex-deputado e ex-assessor especial de Michel Temer,  Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), foi preso preventivamente pela Polícia Federal (PF) em Brasília na manhã deste sábado (3). Rocha Loures perdeu a cadeira de deputado e, consequentemente, o foro privilegiado nessa semana. Ele era suplente de Osmar Serraglio (PMDB-PR), que foi demitido do Ministério da Justiça e recusou o Ministério da Transparência, reassumindo o cargo de deputado. O pedido de prisão de Rocha Loures foi assinado pelo ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal (STF) na noite de ontem (2) e cumprido nesta manhã.

Rodrigo Rocha Loures ganhou a alcunha de “deputado da mala” ao ser flagrado em vídeo pela PF saindo apressado de uma pizzaria carregando uma mala contendo R$ 500 mil. As imagens fazem parte das delações da JBS, nas quais Michel Temer, Rocha Loures e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) são implicados.

Uma possível prisão do peemedebista já era esperada. A Procuradoria-Geral da República já havia pedido a prisão do peemedebista. Mas, por naquele momento, exercer o mandato de deputado, o suplente de Serraglio só poderia ser preso em flagrante. Com a volta do ex-ministro para a Câmara dos Deputados, Rocha Loures perdeu o foro por prerrogativa de função.


oblogdepianco.com.br
CongressoemFoco