quinta-feira, 29 de junho de 2017

Qual a razão pela qual buscamos a Deus?

Por Guiomar Barba
A grande maioria das pessoas de forma assustadora vem se tornando presa das propostas e assédio de uma sociedade consumista, voltada para seus próprios interesses. No entanto, revendo a nossa história, entendemos que os espíritos do possuir, do poder, das disputas por ser o maior ou o melhor, da bajulação ao próximo por interesses, sempre estiveram permeando o ser humano, da mesma forma como permearam Lúcifer no céu.
 
Tiago nos convida a reconhecer as nossas culpas. Portanto, nos é devido olharmos para dentro de nós mesmos, reconhecermos as nossas misérias e cairmos prostrados diante do Soberano até que o Espírito Santo nos convença de todas as nossas injustiças. “Entristeçam-se, lamentem e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza. Humilhem-se diante do Senhor, e Ele os exaltará.” (Tiago 4:9-10).

Portanto, por mais sinceros que sejamos no nosso propósito, estaremos sujeitos a transgredir, embora conscientes de que o pecado não poderá ser uma constante nas nossas vidas, mas, sempre, um doloroso acidente.

Procuremos a Deus pelo que ele É; pelo que Ele já fez por nós entregando seu único filho para morrer para o perdão dos nossos pecados; por toda a sua bondade e fidelidade que nos acompanham todos os dias da nossa vida; pelo seu amor intenso por nós, ainda que estejamos tão aquém de seu propósito de santidade para nós. 
oblogdepianco.com.br