sábado, 3 de junho de 2017

Homem de 47 anos é morto à tiros no Sertão; Polícia age rápido e prende acusado pelo crime

O mês de junho mal começou e a criminalidade voltou a atormentar a população Teixeirense. Na noite do último dia 01, foi registrado um homicídio por volta das 22h. Segundo a Polícia Militar os moradores da Rua Odilon Nestor ouviram disparos que teriam atingido um popular. Foi acionada através de denuncia ao COPOM, uma guarnição que rapidamente chegou ao local dos fatos.

A guarnição encontrou um homem de 47 anos ferido por disparos de arma de fogo. Consta de Adalberto de Lira conhecido popularmente por “Fomba”. De acordo com moradores da localidade, Fomba estaria em frente a sua residência, quando um homem com um capacete chegou e pronunciando o nome da vítima deu dois disparos.


Adalberto ainda em vida foi socorrido para o hospital Sancho Leite, atendido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a falecer minutos depois. Fomba não tem passagem criminosa pela Polícia e era muito popular e simpático na cidade.
O corpo do homem foi conduzido para o instituto médico legal IML de Patos. Nas redes sociais a população teixeirense sentiu o ocorrido. Fomba era bastante brincalhão e gostava sempre de ser amigo de todos. Muitos populares afirmaram que Adalberto era sempre muito respeitador.

A Polícia militar de Teixeira prendeu na manhã de hoje, sexta-feira, 02, em uma ação super rápida, em menos de 10 horas após o homicídio de Adalberto Lira de 47 anos, o suspeito de cometer o crime, Gilmar Deodato de Souza de 41 anos, foi localizado na cidade Brejinho PE supostamente tentando a fuga.

Desde o crime, ocorrido por volta das 22h de ontem, os policiais da 4ª companhia não descansaram. As primeiras informações vieram rapidamente. Antes de ir a óbito, a própria vítima, Fomba, conseguiu ainda dizer aos policiais que o suspeito do crime havia sido um senhor ‘careca’.

Juntando as demais informações a PM conseguiu lograr êxito rapidamente, com guarnição comandada pelo Sargento Suélio e o Sargento Isidro.

O capitão Lima Filho ontem, após o crime havia manifestado em suas redes sociais que não ficaria inerte perante o caso e que trabalharia junto aos demais PM’S para a elucidação do homicídio.

Hoje, o capitão já parabenizou os demais comandados e disse que a parte da polícia de Teixeira foi feita e que continuará trabalhando para evitar crimes na cidade.

Adalberto foi conduzido a Delegacia de Polícia Civil em Teixeira e ficará a disposição da justiça.

Polícia agiu rápido e prendeu o homicida

oblogdepianco.com.br com
Fonte do Portalpatos