quinta-feira, 25 de maio de 2017

Cássio chama protestos de vandalismo e diz que houve ‘atentados em série’


Cássio chama protestos de vandalismo e diz que houve ‘atentados em série’

O vice-presidente do Senado Federal, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), classificou de vandalismo as manifestações ocorridas nesta quarta-feira (24), na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O senador se referiu aos atos que depredam o patrimônio público e promovem “atentados em série”, segundo o parlamentar.

“A diferença dos protestos de hoje com os de ontem, com os movimentos de rua a favor do impeachment da então presidente Dilma, reside na quantidade de pessoas e na qualidade das manifestações. No passado eram milhões em clima de ordem e de paz. Hoje são milhares com desordem e guerra”, pontuou Cássio.


O senador tornou a lembrar que o direito à manifestação é constitucional, mas ressaltou que o vandalismo não pode ser tolerado. “Direito à manifestação é uma salvaguarda da democracia. Mas o vandalismo, a baderna e a depredação do patrimônio público são crimes, e, como tais, não encontram amparo na Constituição Federal nem tampouco a aprovação do povo brasileiro”, afirmou o vice-líder do Senado Federal.

Veja