quinta-feira, 27 de abril de 2017

Reunião Ordinária do CIR/Vale do Piancó discute tema sobre o Prontuário Eletrônico do Cidadão

A Reunião Ordinária do CIR (Comissões Intergestores Regionais)  do Vale do Piancó, realizada na manhã desta quinta-feira (27) na cidade de Piancó,  discutiu a operacionalização do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC). Além desse tema, outros assuntos foram discutidos na pauta:   Sispacto e PPI (Programação Pactuada Integrada), além de  informes sobre o Cosems e Regional de Saúde do Vale do Piancó.

Sobre a PPI o secretário Antonio Leite disse que é uma Programação Pactuada e Integrada,   um pro­cesso instituído no âmbito do Sistema Único de Saúde onde, em conso­nância com o processo de planejamento, são definidas e quantificadas as ações de saúde para população residente em cada território, bem como efetuados os pactos intergestores para garantia de acesso da população aos serviços de saúde.
 
PEC
Segundo informações do secretário de saúde do Município de Piancó, Antonio Leite Neto,  "O Ministério da Saúde estipulou que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de todos os municípios do País adotem o novo Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC). Caso contrário, as prefeituras deixam de receber repasses do Sistema Único de Saúde (SUS) para serviços de atenção básica. 

Das 41.688 UBSs em funcionamento, somente 10.134 têm o PEC, sendo que 2.902 utilizam versões oferecidas gratuitamente pelo Ministério da Saúde e, 7.232, softwares próprios e privados.

Para implantar o sistema, é preciso um plano de ação que contemple, ao menos, as seguintes diretrizes: 
  • Selecionar a quantidade de profissionais a serem treinados;
  • Saber quais módulos serão implantados e integrados ao sistema. Exemplo: recepção, agendamento, farmácia, estoque, faturamento e atendimento;
  • Ter ou investir em infraestrutura: computadores, internet, cabeamento dos consultórios e das unidades de saúde;
  • Selecionar os demais serviços que irão adotar o prontuário integrado: Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), Policlínicas, Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS), dentre outros.
Prontuário Eletrônico do Cidadão x Prontuário Eletrônico do Paciente:
O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) e o PEC são tecnologias diferentes. Enquanto a solução voltada aos cidadãos representa a eletronização de um processo que já existe, o PEP permite mais funcionalidades, como inserir recursos personalizados na coleta de dados durante a consulta médica, prescrição e visualização de exames, histórico de atendimentos nos demais serviços de saúde (hospital, centros especializados etc.) e encaminhamentos para outras especialidades.

O que é o PEC do governo?
O PEC faz parte do e-SUS, mais conhecido como o SUS eletrônico, uma das estratégias do Ministério da Saúde para desenvolver, reestruturar e garantir a integração de Sistemas de Informação de Saúde (SIS), que permite um registro individualizado da situação de saúde por meio do Cartão Nacional de Saúde (CNS).
O secretário Antonio Leite fez questão de enfatizar que o prefeito Daniel Galdino tem a preocupação de desenvolver ações desburocratizadas para agilizar o atendimento do cidadão aos mais diversos setores de assistência à saúde no Município de Piancó.

"A participação efetiva de todos os municípios do Vale do Piancó, representados por seus secretários de saúde ou pessoas ligadas ao setor, nos faz crer que estamos no caminho certo para fazer as melhorias necessárias que a CIR se propõe", finalizou o secretário Leite Neto.

oblogdepianco.com.br