sexta-feira, 28 de abril de 2017

Brasil vem em 103ª no ranking da liberdade de Imprensa


Brasil vem em 103ª no ranking da liberdade de Imprensa

A Paraíba é um dos Estados onde jornalistas mais são processados por governantes. Só o governador Ricardo Coutinho tem dezenas de processos contra profissionais de Imprensa, na tentativa de impedir a divulgação de informações que lhe trazem algum desagrado. Nem mesmo uma decisão do ministro Luiz Fux, proibindo o cerceamento da liberdade de expressão, parece refrear a fúria judicial do governador.

É por conta de casos como esse verificado na Paraíba que o Brasil passou a figurar na posição 103ª no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa de 2017, divulgado nesta quarta-feira (dia 26), pela Repórteres sem Fronteiras durante uma coletiva de imprensa organizada na ABI (Associação Brasileira de Imprensa), no Rio de Janeiro.


Pelo 6º ano consecutivo, o País permanece na parte inferior do Ranking da RSF, posição indigna para maior democracia do continente sul americano. Em um contexto de crise e de profunda polarização política, a liberdade de imprensa continua a ser confrontada a velhos problemas: violência, pressões institucionais, processos, falta de transparência pública, entre outros. (mais em https://goo.gl/HlDx5V)

Processos – Segundo a RSF, é imensa a pressão de autoridades sobre a Imprensa, como é o caso da Paraíba. Dezenas de processos judiciais abusivos, sobretudo por delitos ditos contra a honra (difamação, calúnia e injúria), passíveis de penas de prisão, foram movidos contra jornalistas e blogueiros em 2016. Da mesma forma, acompanhamos casos de investigações da justiça que atentam contra o direito ao sigilo da fonte.

Leia mais no blog de Helder Moura