terça-feira, 7 de março de 2017

Planalto pressiona governistas para retiradas de apoio da CPI da Previdência

O senador Paulo Paim (PT-RS) disse nesta segunda-feira que o Palácio do Planalto já começa a pressionar os senadores a retirar apoio para abertura de uma CPI da reforma da Previdência no Senado. Na última quinta-feira (2), o senador anunciou que já havia conseguido 30 assinaturas para a instalação da comissão.

E assim estamos avançando em todo o País. Já temos mais de 30 Senadores. Espero chegar a 35, porque infelizmente sempre há alguns que, quando o governo pressiona, ou no "dando que se recebe", mudam de opinião ou de posição — disse Paim.

A líder do PT no Senado, Gleisi Hoffmann (PR), também disse que o Palácio do Planalto já está pressionando os senadores a retirarem seu apoio à CPI.

Paim disse ao O Globo que há 30 assinaturas, mas no requerimento havia 29 assinaturas comprovadas. Pelo menos, nove senadores governistas assinaram o requerimento. Do PMDB, José Maranhão (PMDB-PB), Elmano Ferrer (PMDB-PI) e Dário Berger (PMDB-SC), que são da base, além de Roberto Requião (PMDB-PR). O senador Sérgio Petecão (PSD-AC), que havia assinado, retirou a assinatura. Há ainda assinaturas de Ivo Cassol (PP-RO) e Ana Amélia (PP-RS).
 
paraibaradioblog