terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Polícia investiga suposta omissão de pai em abuso contra filha na cidade de Sousa (PB)

Um homem está sendo investigado suspeito de ser omisso durante uma tentativa de abuso sexual contra a filha dele, na cidade Sousa, no Sertão paraibano. O caso ocorreu no fim da tarde deste domingo (13), quando a adolescente de 13 anos teria sido assediada por outro homem, amigo do pai dela. A garota foi acolhida pelo Conselho Tutelar.

Segundo as informações da Delegacia da Mulher da Polícia Civil em Sousa, o abuso ocorreu durante uma festa na casa da vítima.

“Pela denúncia que recebemos, o pai convidou alguns amigos para beber na casa dele e um desses homens tentou beijar a menina à força e o pai, mesmo percebendo, não teria feito nada para impedir”, explicou a delegada da mulher Yvna Cordeiro.

O caso ocorreu por volta das 17h30 (horário local), em um sítio. A Polícia Militar foi acionada depois de uma denúncia anônima. Segundo a Polícia Civil, na denúncia anônima foi informado que o pai estaria negociando a virgindade da filha em troca de uma moto, mas esta versão não foi confirmada pela vítima e nenhuma das pessoas ouvidas.

“Houve até uma repercussão grande na cidade, por conta dessa informação, mas, ainda não há nada que leve a essa suspeita. O que se percebeu foi uma omissão do pai para a situação em que a filha se encontrava, o que não deixa de ser grave”, explicou a delegada.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o Conselho Tutelar também esteve no local. A adolescente foi encaminhada para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Patos para passar por exames. Inicialmente ela foi encaminhada para a casa de uma tia, mas a Polícia Civil orientou o Conselho Tutelar que encaminhasse a jovem para um abrigo, pois a continuidade do vínculo com a família neste momento pode atrapalhar a investigação.

Ainda segundo a delegada Yvna Cordeiro, quando a Polícia Militar chegou na casa da vítima, o pai dela não foi encontrado. Mas, a delegada disse que foi informada pela Central de Polícia Civil de Sousa que o pai teria se apresentado, mas não chegou a prestar depoimento.



Do G1/PB